sexta-feira, 30 de abril de 2010

Dúvidas ...


Olá pessoal , depois de uma semana , eis aqui um novo post rsrs Estava estudando e lendo algumas coisas , quando encontrei esse texto do Pr David J. Merkh , principalmente esse trecho e como achei muito interessante ,  me fez refletir :

Em muitos círculos evangélicos, "dúvida" quase se virou palavrão. É vergonha admitir que às vezes você tem dúvidas. Mas creio que pior do que ter dúvidas na vida cristã é nunca ter dúvidas. Nunca duvidar significa nunca questionar; nunca questionar é ter uma mente fechada, que foge de desafios, e finge que não há questões não resolvidas. Revela uma fé fraca, superficial, não-testada. Uma vez confrontada honestamente, a pedra de dúvida no sapato da fé pode ser transformada no alicerce de uma vida cristã sólida. É interessante que Jesus não condenou a dúvida sincera. Isso porque "dúvidas criam a montanha que fé pode mover." Condenou, sim, a dúvida arrogante de incrédulos como os fariseus, mas não o questionamento de corações sinceros, embora confusos. Mas dúvidas não resolvidas são perigosas. Devem ser confrontadas e derrotadas à luz da palavra de Deus.
É isso mesmo , o que tem faltado muitas vezes hoje em dia é a falta de conhecimento . Temos tempo para tantas outras coisas ... Nos dedicamos para tantas outras coisas ... Quando se tem um certo tempo de fé , ou até mesmo , assumimos cargos de liderança em nossas igrejas , muitas vezes não "nos damos o direito" de ter dúvidas. Na verdade , temos que dedicar muito mais do nosso tempo para conhecer mais a Deus através de sua palavra .

Um dos exemplos clássicos de uma pessoa abalada pela dúvida no NT foi João Batista. O grande embaixador do Rei Jesus, o "Indiana Jones" do NT, vacilou quando ele se encontrou no cárcere, preso por Heródes por mais de 1 ano. Imagine aquele "homem de campo" trancado numa cela pequena, sem poder fazer nada para o reino. Devia ter ficado louco para saborear sua famosa sopa de gafanhoto . . . doido para deliciar outra vez o mel silvestre. Se Jesus realmente era o Rei, o Messias, o "Cordeiro que tira o pecado do mundo", então como podia deixar seu precursor, o embaixador do Rei, naquele buraco fedido? João vacilava, e mandou perguntar a Jesus, "És tu aquele que estava para vir, ou havemos de esperar outro?" Em outras palavras, João balançava na sua fé. "Será que errei no meu ministério? Será que tudo foi à toa? Será que me enganei?" Mas Jesus não o condenou, nem respondeu diretamente à sua pergunta, mas mandou João conferir a palavra de Deus! Jesus citou dois textos do VT, Is. 35:3-6 e Is. 61:1,2, que certamente João conhecia de cor: "

 
Os cegos vêem, os coxos andam, os leprosos são purificados, os surdos ouvem, os mortos são ressuscitados, e aos pobres está sendo pregado o evangelho."

 
Jesus fez João encarar objetivamente e não emocionalmente fatos da Palavra de Deus. Na hora de dúvida, voltemos à Palavra. Quando eu era jovem, precisava resolver a questão das minhas dúvidas de salvação. Entendi que ninguém está acima das dúvidas. Também vi como Satanás, o Acusador, havia paralisado a minha vida cristã pelas dúvidas.

 
Então Jovem :

Separe uma parte do seu tempo para o estudo da palavra de Deus . Estipule como meta na sua caminhada cristã conhecer mais a Deus através da sua palavra .Sábado no CTL aprendemos com o pastor Carlos Felipe ( Café) , Quando entendemos isso , decidimos estudar mais ,  passamos por 4 estágios :

  1. Eu Não sei que Não sei.
  2. Eu sei que Não sei.
  3. Eu sei que sei.
  4. Eu já Não sei que sei ...

Aprender é pra sempre ... Pense Nisso !!!

*Para ler o artigo na íntegra : http://www.palavraefamilia.org.br/index.php?option=com_content&task=view&id=79&Itemid=82

0 comentários: